O match perfeito com o paladar brasileiro

Estrela da produção vinícola da Argentina, a uva Malbec dá vida a um vinho tinto que é um dos líderes de audiência na América do Sul. Com sabor encorpado e acidez moderada, o Malbec é perfeito para os dias mais frios. E o melhor: ele combina com uma variedade de pratos, das carnes vermelhas às massas.

Apesar de Malbec ter se tornado praticamente um sinônimo de vinho argentino, a uva tem origem francesa. Mais precisamente na região de Cahors, no sudoeste da França, onde foi muito cultivada até os anos 1950. As fortes geadas dessa época reduziram drasticamente as parreiras de Malbec. Mas ainda hoje ela continua sendo cultivada em Cahors.

Na Argentina, a Malbec chegou na virada do século 19, encontrando em Mendoza o seu lugar ideal. A região tem uma excelente amplitude térmica, ou seja, dias quentes e noites bem frias, condição importante para o cultivo dessa uva francesa, além das variações geográficas e variações de relevo. 

Na região de Mendoza, as altitudes dos vinhedos podem variar de 1.700 a 3 mil metros acima do nível do mar. A variação diária de temperatura passa dos 20 graus entre o dia e a noite. Esse terroir faz do Malbec argentino um vinho tinto redondo, encorpado e extremamente agradável ao paladar. As temperaturas a que essa uva é exposta são extremas e isso impacta diretamente no resultado dessa casta, apresentando acidez ideal e maturação extremamente frutada e elegante. 

Sabor marcante

Se você quiser aprofundar sua experiência gustativa em torno da uva Malbec, perceberá como o lugar e as condições climáticas influenciam no sabor do vinho, de uma forma mais prática e saborosa. 

O Malbec francês, por exemplo, é completamente diferente do Malbec argentino. Os Malbecs franceses são menos volumosos em paladar, o que pode causar estranheza para os paladares acostumados aos Malbecs argentinos. Outro Malbec que vale a pena experimentar é o chileno, que se destaca depois da Argentina no cenário sul-americano. 

Os vinhos Malbec apresentam uma coloração intensa, aromas marcantes de frutas negras. E às vezes, notas florais que remetem à violeta. A uva Malbec não é usada apenas na produção do vinho tinto. Ele dá origem a vinhos rosés, tintos leves e frescos, tintos encorpados e potentes ou até mesmo espumantes (menos comum). 

O Malbec e o churrasco

Há quem diga que a Malbec é a uva preferida do churrasco, pois seu vinho combina perfeitamente com a carne vermelha. Os taninos firmes do vinho se potencializam com o sal do churrasco e outros temperos da carne assada na brasa, como o chimichurri.

Já na França o habitual é harmonizar esse vinho com o Cassoulet, prato feito de feijão branco com carnes gordurosas de pato, bacon, linguiças e cordeiros. Visto que o Mabec dessa região é mais ácido, a bebida limpa melhor o paladar desse prato mais gorduroso. O vinho Malbec também harmoniza com as massas, principalmente as que levam molhos de carnes e de cogumelos. 

Confira a seleção de Malbec à venda no Imperatriz.

*Curadoria de vinhos e harmonizações de Raquel Secco, Sommèliere Chefe do Grupo Mundial Mix. 

Crédito | Fotos Shutterstock