Conheça a Titia-Avó Maria Coxinha

O primeiro salgado da marca disponível no imperatriz veio de uma receita de vó, incentivo até hoje celebrado com carinho

Mais recentes

Afeto e História

Flávia Destri ficou mais de uma década sem comer coxinha porque não encontrava opções sem carne no mercado. Mas, depois de conhecer a ex-modelo internacional Bruna Vanzuita, sua atual companheira, tudo mudou.

Isso porque as duas, que tinham uma enorme vontade de empreender, foram buscar na família a solução (para os salgados vegetarianos e para o negócio).

Conheça a Titia-Avó Maria Coxinha

“A Bruna ligou para a avó, que na época trabalhava em uma padaria, e pediu a receita de coxinha. Fizemos adaptações, mudamos temperos e acrescentamos algumas especiarias até chegar ao ponto que queríamos.

Aí, desenvolvemos a primeira receita: abobrinha com queijos. Hoje, ela leva o nome de Brocolouco e a massa ainda é a mesma, inclusive na de cogumelos, uma das nossas preferidas”, conta Flávia.

É isso mesmo – a partir da receita da avó, elas criaram muitas outras, o que acabou virando um negócio, mas sem perder o afeto que veio do berço.

Titia-Avó Maria Coxinha

O capricho elas trouxeram de casa. Na infância, enquanto a família de uma cercava a mesa de carinho e afetividade, a da outra tinha abundância e variedade de comida.

Flávia explica que até hoje “quem cozinha é a Bruna. Ela viveu dez anos no exterior e aprendeu morando sozinha desde os 13 anos. Ela tem esse talento”. 

Já o negócio surgiu a partir da receita da avó da ex-modelo, do incentivo financeiro da tia-avó de Flávia (que emprestou dinheiro) e da vontade de realizar projetos pessoais: “A Bruna queria se firmar na cidade sem ter que viajar, eu tinha um bom emprego e queria uma renda extra para comprar um cavalo e realizar aquele famoso sonho de infância”.

Juntaram tudo e hoje são responsáveis pela produção de 250 mil salgados por mês na Titia-Avó Maria Coxinha, que ainda carrega o afeto  e o sabor que Bruna e Flávia herdaram da família e fazem questão de manter.

Tem no Imperatriz. Pode ser encontrada congelada ou fresquinha no Imperatriz, você escolhe!

Coxinha Psicodélica

(vegana de cogumelos, sem glúten e sem lactose)

Ingredientes

Massa 

  1,5 kg de batata inglesa

  3,5 litros de água

  2 colheres (sopa) de óleo de soja 

  50 g de colorau 

  500 g de farinha de arroz

Recheio

  200 g de Cogumelo Paris

  200 g de Cogumelo Shimeji

  200 g de Cogumelo Shitake

  200 g de Cogumelo Champignon

   150 g de cebola

  100 ml de shoyu

  Tempero verde e sal a gosto

Preparo 

Massa batata inglesa

Cozinhe a batata descascada e amasse até formar um purê.

Em seguida, bata no liquidificador com um pouco de água. Na panela, acrescente a massa da batata, o restante da água e os temperos.

Deixe ferver, sempre mexendo. Após a massa criar consistência, adicione farinha de arroz, colorau, e o óleo.

Mexa bem até criar uma massa homogênea que não grude na mão.

Recheio

Refogue a cebola no shoyu, acrescente os cogumelos fatiados e limpos.

Finalize com o tempero verde e o sal a gosto.

Após o preparo da massa e do recheio, combine os itens criando o formato de uma coxinha.

Empane com farinha de mandioca e água.

Frite em óleo quente, de oito a 10 minutos, até dourar.  

Crédito | Fotos Divulgação Imperatriz

Recomendados para você