Queijos + Vinho, uma Dupla Imbatível

Veja como criar uma harmonização perfeita de sabores entre esses dois ingredientes

Mais recentes

Harmonizar queijos e vinhos pode parecer algo pouco complexo

Porém a variedade de intensidades e de sabores que esses dois alimentos podem apresentar exige que, na prática, alguns detalhes sejam levados em consideração para garantir uma harmonização perfeita. Nessa busca, o primeiro passo é conhecer os produtos que serão harmonizados, entendendo as suas particularidades e possibilidades.

Queijos podem variar entre aqueles que são mais suaves, fortes, cremosos ou duros, curados ou não. Já entre os vinhos, temos algumas nuances que podem variar entre: leves, médios ou mais encorpados. Os vinhos mais leves são aqueles com sabores que perduram por pouco tempo no paladar, já os vinhos mais encorpados oferecem uma intensidade maior de aromas, mais tanino ao paladar e uma acidez mais complexa, além de terem um sabor que fica na boca por mais tempo.

Via de regra, queijos e vinhos mais suaves combinam entre si, assim como queijos de sabor mais forte combinam com vinhos mais robustos. Porém, para os paladares mais apurados, essa regra não abrange todas as potencialidades desses dois produtos, uma vez que também é possível trabalhar com combinações contrastantes, obtendo assim harmonizações ainda mais interessantes. Por exemplo, um queijo azul forte pode ser equilibrado com um vinho doce e fortificado, como um Vinho do Porto, ou um queijo de cabra fresco pode ser consumido junto ao Vinho Verde, criando um contraste entre a cremosidade suave do queijo e a acidez refrescante do vinho.

Queijos + vinho

Além disso, dentro desse contexto, existem também as preferências pessoais por sabores e combinações específicas. Por isso, o ideal é se entregar à desafiante missão de testar combinações e ver qual agrada mais ao seu paladar. Para começar, sugerimos alguns matches:

Queijos + Vinho Chianti

O chianti é um vinho italiano produzido na região da Toscana, feito principalmente à base da uva sangiovese. Ele pode ser considerado um vinho tinto de médio corpo, ou seja, tem um frescor de um vinho leve, porém com mais corpo, densidade e presença no paladar. Conta também com cor vermelha intensa e tem na acidez acentuada uma de suas principais características.
Para harmonizar com esse vinho, opte por queijos firmes e salgados, como pecorino e parmigiano-reggiano. Esses queijos têm um sabor intenso e um toque a mais de sal, que equilibram com a acidez do chianti. Um salame italiano e azeitonas pretas podem complementar a sua degustação.

Queijos + Vinho Primitivo

A uva primitivo é uma variedade originária do Sul da Itália. Também é cultivada na Califórnia, onde é conhecida como zinfandel. Os vinhos feitos com essa uva possuem acidez moderada e possuem sabores que são frequentemente associados à frutas escuras e especiarias, como pimenta, canela e cravo.
O vinho primitivo harmoniza bem com queijos semiduros, como gouda e cheddar, pois eles têm uma textura cremosa e sabores suaves, que combinam com a frutuosidade da uva. Se quiser um sabor contrastante à doçura do vinho, adicione salame picante e geleias de frutas vermelhas mais azedas à sua tábua de frios.

Queijos + Vinho Syrah

A uva syrah, também conhecida como shiraz, é uma variedade tinta de origem francesa, largamente produzida naquele país. Considerada uma das castas mais antigas, a história mais aceita é que essa uva seja descendente do cruzamento da mondeuse blanc (uma uva branca) com a dureza (uma uva tinta), produzindo garrafas de vinhos tintos e rosés.
Quando tinto, o syrah costuma ser um vinho encorpado e de sabor intenso que combina com queijos de sabores fortes, como roquefort e gorgonzola e com oleaginosas como as castanhas. No caso do syrah rosé, a harmonização pode ser feita com queijo de cabra, queijo feta e até um gouda mais jovem, que contrastam com o sabor mais frutado da bebida.
Além dessas sugestões, no universo dos vinhos, a dica é sempre experimentar e verificar o que agrada mais ao paladar A regra também vale para as harmonizações. Sendo assim, ative a sua criatividade e tenha uma ótima degustação!

*Curadoria de vinhos e harmonizações de Raquel Secco, Sommèliere Chefe do Grupo Mundial Mix.

Crédito | Foto Shutterstock

Recomendados para você